domingo, 22 de setembro de 2013

Lexotan

o despertar da madrugada
nos confins da solidão
assusta o peso das pálpebras

           pois o silêncio da noite
               se quebra diante
        os gritos do pensamento

Nenhum comentário: